Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

quarta-feira, 15 de abril de 2009

ADMINISTRANDO OS CONFLITOS


A diversidade é a base do conflito, e em nosso país com grande diversidade ,se dão as condições ideais para o surgimento dos enfrentamentos.


Em nossas empresas nos preocupamos tanto por fazer respeitar nossos pontos de vista que muitas vezes esquecemos o básico, comunicar. Os desacordos sempre podem ser produtivos, se desenvolvem sobre a base do diálogo e o respeito as novas idéias, sem embargo quando as diferenças desafiam  destruir as bases que sustentam sua equipe, é necessário conhecer como manobrar com eficiência.


Encontrar os pontos em comum: lembrar lhes que estão na mesma equipe, e que buscam um mesmo objetivo, ponha os sobre o mesmo caminho sem acudir a assuntos relacionados com rasgos da personalidade dos envolvidos.


Identificar a origem do conflito: Quanta mais informação tenha sobre o desacordo, mais útil será na hora de resolver.


Gerar compromisso: Os objetivos podem ser compartilhados, porém o método para atingirmos pode variar em cada pessoa. O consenso pode ser a melhor via para avançar.


Estimular a cortesia corporativa: as demandas bruscas podem ser excludentes e pior ainda contagiosas e afetar todo o clima laboral.


Olhar além do incidente: Para trás pode encontrar que o atual desacordo seja só una manifestação de diferenças pessoais, e para adiante onde a discórdia pode ser minimizada pela expectativa do futuro.


Encontrar bases para o acordo: Os membros da equipe podem não estar de acordo com cada ponto de vista do outro, porém necessitam algum ponto de partida para o debate. Solicite lhes reconhecer a diferença de opinião e que cada um exponha a forma de fechar a brecha.


Enfrentar em particular: subir a voz não tem cabimento num espaço de trabalho, se não está de acordo com alguma das partes que seja discretamente.


Evitar o tom hostil: comunique adequadamente, finque sua posição com firmeza, isto é muito importante se antes há tido conflitos com esta pessoa, ambos extremos podem ser igualmente prejudiciais, assim que tampouco seja demasiado condescendente.

 
Acentuar o positivo: reconheça que a confrontação é parte diária do viver, e que é uma maneira também de medir sua tolerância e de conhecer outros pontos de vista, procure em seu interior qualidades de sua contraparte dessa maneira será mais simples estar aberto a escutar e compreender sua posição, mas não esqueça que compreender não é sinônimo de aceitar.


Gerar espaços: alimente a diversidade porém não permita que ultrapasse a linha do desrespeito e o abuso, não premie os comportamentos agressivos e estimule o debate. 

 

Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe