Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

INTELIGENCIA EMOCIONAL






TESTE DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA PAIS

O que é que você já está fazendo para criar uma criança emocionalmente inteligente e que coisas novas podem fazer.

1. Oculta você os problemas graves ao seu filho?
Sim ----- Não

Não. A maioria dos psicólogos pensa que os pais não deveriam ocultar os problemas graves a seus filhos menores. As crianças são muito mais flexíveis do que se pensa e se beneficiam com explicações realistas dos problemas.

2. Você discute abertamente seus erros?
Sim ----- Não

Sim. Para se voltar realistas em seu pensamento e suas expectativas, as crianças devem apreender a aceitar tanto os atributos positivos como os defeitos de seus pais.

3. Assiste seu filho mais de doze horas de TV semanais?
Sim ----- Não

Não. A criança em média assiste na realidade 24 horas de televisão semanais, e isto é demais. Esta atividade passiva faz muito pouco para promover as capacidades em I.E. Os programas violentos de TV são particularmente problemáticos para as crianças que têm dificuldades para controlar sua ira.

4. Você tem um computador em seu lar?
Sim ----- Não

Sim. Faz um tempo se acreditava que os computadores e os jogos para computador exerciam uma influência prejudicial sobre o desenvolvimento social da criança, porém parece ser que o oposto é a verdade. As crianças (e os adultos) estão achando novas maneiras de utilizar a computação e os serviços on line (Internet), que na realidade aumentam as capacidades do C.E.

5. Você se considera uma pessoa otimista?
Sim ----- Não

Sim. As pesquisas mostram que as crianças que são otimistas são mais felizes, tem mais sucesso na escola e são realmente mais saudáveis desde o ponto de vista físico. A forma fundamental em que seus filhos desenvolvem uma atitude otimista ou pessimista é observando-lo e ouvindo a você.

6. Ajuda você a seu filho cultivar amizades?
Sim ----- Não

Sim. Os investigadores no campo do desenvolvimento infantil acreditam que ter um "melhor amigo", particularmente entre os 9 e os 12 anos constitui um marco de desenvolvimento crítico no aprendizado para ter relações íntimas. O ensino das capacidades para cultivar amizades deveria começar desde que seu filho começa a caminhar.

7. Controla você o conteúdo violento dos programas de TV e os videojogos de seu filho?
Sim ----- Não

Sim. Embora não existe uma prova clara de que olhar programas violentos de televisão ou jogar com videojogos violentos conduza as crianças à agressividade, se pode dizer que as insensibiliza em quanto aos sentimentos e as preocupações dos outros.

8. Passa você 15 minutos por dia ou mais com seu filho em jogos ou atividades não estruturadas?
Sim ----- Não

Sim, infortunadamente, os pais de hoje passam cada vez menos tempo com seus filhos. Dedicar um tempo determinado para brincar com as crianças menores e em atividades não estruturadas com os filhos maiores, melhora sua imagem própria e sua confiança em si mesmos.

9. Tem você formas claras e coerentes de disciplinar seu filho e de fazer respeitar as normas?
Sim ----- Não

Sim. Os pais com autoridade poderiam prevenir um número significativo de problemas experimentados atualmente pelas crianças. Ser pais em forma autorizada combina o estímulo com a disciplina coerente e apropriada. Muitos expertos acreditam que os pais totalmente permissivos são a causa dum número crescente de problemas da infância, incluindo a conduta provocativa e antissocial.

10. Participa você em forma regular em atividades de serviço à comunidade com seu filho?
Sim ----- Não

Sim. As crianças aprendem a se preocupar pelos demais fazendo, não simplesmente falando. As atividades de serviço à comunidade também lhes ensinam às crianças muitas capacidades sociais e os ajudam a se manter afastados dos inconvenientes.

11. É você veraz e sincero com seu filho, inclusive com respeito a temas dolorosos como uma enfermidade ou a perda dum emprego?
Sim ----- Não

Sim. Muitos pais não o fazem para proteger seus filhos do estresse, de preservar a inocência de sua infância, porém na realidade isto produz mais dano que bem. As crianças que não tem aprendido a enfrentar efetivamente o estresse se tornam vulneráveis a problemas mais graves quando crescem, em particular em suas relações.

12. Ensina você a seu filho a se relaxar como uma forma de enfrentar o estresse, a dor ou a ansiedade?
Sim ----- Não

Sim. Você pode ensinar-lhes formas de relaxação inclusive às crianças de 4 ou 5 anos. Isto não os auxiliará a enfrentar os problemas imediatos, porém pode ajudar-los a viver mais tempo e dum jeito mais saudável.

13. Intervém você quando seu filho experimenta dificuldades para resolver um problema?
Sim ----- Não

Não. Surge das pesquisas, que as crianças podem resolver problemas muito antes do que costumava se pensar. Quando seus filhos aprendem a resolver seus próprios problemas, adquirem confiança em si mesmos e aprendem capacidades sociais importantes.

14. Celebram reuniões familiares regulares?
Sim ----- Não

Sim. As crianças utilizam os modelos como a forma individual mais importante para aprender capacidades emocionais e sociais. As reuniões familiares são uma forma ideal de ensinar-lhes a resolver problemas e a funcionar em grupo.

15. Insiste você em que seu filho sempre exiba bons modos com os demais?
Sim ----- Não

Sim. Os bons modos são fáceis de ensinar e extremamente importantes para a escola e o sucesso social.

16.Toma-se você tempo para ensinar-lhes a perceber o aspecto humorístico da vida cotidiana, inclusive seus problemas?
Sim ----- Não

Sim. Um número crescente de estudos mostra que o senso do humor não só constitui uma capacidade social importante, senão que representa também um fator significativo para a saúde mental e física duma criança.

17. É você flexível com os hábitos de estudo e a necessidade de organização de seu filho?
Sim ----- Não

Não. É necessário ser flexível em muitos aspectos, porém não em quanto aos hábitos de estudo e as capacidades e trabalho. Para ter sucesso na escola e mais tarde no trabalho, seus filhos necessitam aprender autodisciplina, manejo do tempo e capacidades de organização.

18. Encoraja você a seu filho seguir tentando ainda quando se queixe de que algo é demasiado difícil ou inclusive quando fracassa?
Sim ----- Não

Sim. Um dos ingredientes mais importantes para converter-se num grande realizador é a capacidade de superar a frustração e manter um esforço persistente frente ao fracasso. Em geral, os pais não lhes exigem um esforço suficiente a seus filhos.

19. Insiste você em que seu filho mantenha uma dieta saudável e um exercício diário?
Sim ----- Não

Sim. Ademais dos benefícios físicos óbvios duma boa dieta e do exercício, um estilo de vida saudável desempenha um papel importante na bioquímica do cérebro em desenvolvimento de seu filho.

20. Confronta você a seu filho quando sabe que não diz a verdade ainda numa questão menor?
Sim ----- Não

Sim. A compreensão da sinceridade se modifica nas crianças na medida em que crescem, porém no marco familiar, se deveria por sempre o acento no fato de ser verazes.

21. Respeita você a intimidade de seu filho, ainda quando suspeita que esta fazendo algo prejudicial para si mesmo e para os demais?
Sim ----- Não

Não. Quando você educa as crianças, a intimidade e a confiança vãs de mãos dadas. A qualquer idade, as crianças deveriam compreender a diferença entre o que pode manter-se em sigilo e o que você deve saber.

22. Deixa você que o professor de seu filho maneje problemas de motivação na escola sem sua participação?
Sim ----- Não

Não. A motivação começa em casa. Quanto mais participem os pais na educação de seus filhos, tanto mais probabilidades terão as crianças de ter sucesso.

23. Acredita você que deveria ser mais tolerante com os problemas de seus filhos porque você têm os mesmos problemas ou similares?
Sim ----- Não

Não. Não resulta surpreendente que as crianças tenham a miúdo os mesmos problemas que seus pais. Se você está lutando contra temas sérios como a depressão ou mau caráter, deveria procurar formas de trocar tanto seu próprio comportamento como o de seu filho.

24. Deixa você tranqüilo a seu filho se não quer falar algo que o irrita ou que o perturba?
Sim ----- Não

Não. Muitas poucas crianças gostam de falar do que os perturba, porém desde a perspectiva da inteligência emocional, você deveria alentar a seus filhos para que falem de seus sentimentos. Falar dos problemas e utilizar palavras para os sentimentos pode trocar a forma em que o cérebro de uma criança se desenvolve, formando vínculos entre a parte emocional e a parte pensante do cérebro.

25. Acredita você que todo problema tem uma solução?
Sim ----- Não

Sim. Se lhes pode ensinar às crianças, assim como aos adolescentes e adultos, a procurar soluções em lugar de dilatar os problemas. Esta forma positiva de enxergar o mundo pode melhorar a confiança em si mesmo e as relações de seu filho.

Extraído do livro "A Inteligência Emocional das crianças" de Lawrence Shapiro

FUNDÉU RECOMIENDA...


Recomendación del día



una cosa se ve normal y varias cosas se ven normales

En la expresión ver normal, la palabra normal concuerda con aquello a lo que hace referencia, por lo que en la frase «La ministra ve normal los elogios de Sarkozy a España» lo adecuado hubiera sido decir: «ve normales los elogios».

Es habitual encontrar en los medios de comunicación frases en las que esta palabra, normal, se trata como invariable, como: «Antonio Ledezma indicó que no ve normal los cambios de discursos del presidente Hugo Chávez», « El delantero ve normal los rumores sobre el interés de varios clubes extranjeros por algunos futbolistas de su equipo».

En estos dos casos lo apropiado hubiera sido escribir «Antonio Ledezma indicó que no ve normales los cambios de discursos del presidente Hugo Chávez», «El delantero ve normales los rumores sobre el interés de varios clubes extranjeros por algunos futbolistas de su equipo».
Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe