Google+ Badge

Google+ Followers

Se você procura um serviço de tradução português-espanhol profissional e de máxima qualidade, podemos ajudar-lhe...

segunda-feira, 7 de maio de 2012

CÂMBIO







9 Passos para cambiar perante a adversidade
Autor: Jaime Mora – Fonte: GestioPolis



Existem pessoas que se consideram um ímã para os problemas, outros se sentem afortunados pelas poucas eventualidades que lhes surgem. Porém o que devemos ter claro é que a todos se nos apresentam situações na vida e, evidentemente, dependemos da capacidade mental, de nossas crenças, programações e paradigmas para enfrentá-las exitosamente.
A seguir encontrarão uma sequencia de nove passos que devem usar para enfrentar os problemas e empreender os processos de câmbio que sejam necessários. Esta sequencia tem um ponto de inflexão, pois sem tua habilidade para reconhecer seria impossível obter a transformação esperada.
Se cumprires com esta agenda enfrentará ao câmbio tanto empresarial como pessoal duma forma assertiva e com resiliência.
Visualizar: não é necessário ter habilidades extrassensoriais. Com a experiência de vida, com o conhecimento do dia a dia - mais uma pequena cota de atenção -, seguro poderemos identificar os problemas em tanto estes acontecem ou idealmente antes de sua aparição.
Tranquilidade: de nada vale ficar na dificuldade e se afogar na ansiedade. Não se deve entrar em pânico psicológico, pelo contrário, deves te tranquilizar para enfrentar em melhor posição a maneira de agir.
Analisar: se deve contrapor o problema com tuas autênticas possibilidades de resolvê-lo. Deves determinar se tua caixa de recursos conta com as ferramentas suficientes em quantidade e qualidade para enfrentar a situação.
Reconhecer: este é o ponto de inflexão. Se tua caixa de ferramentas não conta com os recursos adequados, deves admitir a fraqueza, já que só ao reconhecer aceitaremos a necessidade de formação, para logo nos abrir ao crescimento continuo.
Refletir: deves te focar em que a mente é capaz de facilitar o cambio pessoal. Lembra o enorme poder de tua mente, rememora todos os processos vitoriosos, todos os logros atingidos, confia na grandeza de teu ser.
Plano de ação: em todo processo de câmbio é necessário executar um simples plano de acordo às necessidades, uma ferramenta carregada de tempo e ações que nos impulsionem no caminho a aumentar nosso potencial como seres humanos.
Executar: a implantação dum novo hábito demanda ação, prática e tempo. Deves te comprometer e ser paciente no tempo até atingir o objetivo. É vital apoiar-te na mente: aí é onde nasce à autoconfiança, alicerce fundamental da autoestima e condição básica para empreender ações de forma perseverante e sustentada.
Aplicar emoções positivas: a mente controla em grande medida as emoções e para empreender um processo de câmbio é necessário que nos embarguem emoções positivas, do contrario pouco poderemos avançar. Na relação mente-emoção também reposa o autoconvencimento, é dizer, a convicção de que devemos cambiar. Se não estamos convencidos, o cambio é impossível.
Estrutura: deves contar com uma rede de ajuda que verdadeiramente te motive à melhora através do reconhecimento pertinente, que compreenda tuas dificuldades e saiba te fazer ver as debilidades apenas se apresentem e que te escute com verdadeiro interesse para te fazer as perguntas adequadas nos momentos certos.
Antes de se propor cambiar é transcendental fazer um ato de verdadeira reflexão que passe por reconhecer nossas debilidades e termine com a conclusão duma real necessidade de câmbio. Em tal reconhecimento é importante se responder as seguintes perguntas: que devo cambiar? Por que devo cambiar? Que benefício conseguiria se câmbio? Que prejuízo arranjaria se não câmbio?
O câmbio é uma constante na vida. Está em você se reconhecer com as ferramentas, habilidades e estratégias pertinentes para que essa transformação resolva as debilidades que se apresentem. Só desde esse reconhecimento aplicarão os nove passos para impulsionar o câmbio para o crescimento contínuo.
“O importante não é quanta vezes caia, senão quantas vezes te levantas” J.F Kennedy.

FUNDÉU RECOMIENDA...


Recomendación del día


emprendimiento, no emprendurismo ni emprendedurismo

Los términos emprendurismo y emprendedurismo son impropios del español, por lo que se recomienda utilizar en su lugar emprendimiento.

Emprendurismo y emprendedurismo son malas traducciones de la palabra inglesa entrepreneurship, que se usa para describir el espíritu emprendedor o el ímpetu por iniciar algo, en sentido empresarial.

El Diccionario de la lengua española, de la Real Academia Española, incorporará en su próxima edición la palabra emprendimiento con los significados de 'acción y efecto de emprender (acometer una obra)' y 'cualidad de emprendedor'.
Se procura um serviço de máxima qualidade e profissionalidade, podemos ajudar-lhe